Vektor: 3 álbuns que marcaram a diferença

Os Vektor são um dos grupos que liderou o movimento revivalista do thrash metal nos inícios de 2000, integrando ainda no seu som características do prog e do space rock (o espaço é, aliás, uma temática bastante presente nas criações dos americanos). A última vez que os Vektor foram vistos em solo luso foi em 2016, no Vagos Metal Fest, o festival que a Amazing Events promove, anualmente, no Município da zona centro do País.

Antes de regressarem a Portugal, a banda deverá lançar um novo álbum. Até lá, temos tempo de sobra para explorar a curta, mas desconcertante, discografia da banda.

Vamos por partes:

Vektor – Black Future (2009)
Há cerca de 11 anos atrás, os Vektor prendaram-nos com o seu primeiro longa-duração. “Black Future” era descrito em algumas reviews da época, como “thrash de homens grandes” feito por uma banda cuja carreira se tinha acabado de iniciar. As comparações com Voivod são mais que muitas, mas a verdade é que a identidade dos Vektor se demarca dos canadianos nos detalhes, apesar dos vários pontos de contacto (a atmosfera, os temas evocados nas letras, o thrash – claro…) entre as duas bandas. O melhor mesmo é ouvires o álbum e tirares as tuas conclusões:

Tracklist | Vektor – Black Future (2019)
01. Black Future
02. Oblivion
03. Destroying the Cosmos
04. Forests of Legend
05. Hunger for Violence
06. Deoxyribonucleic Acid
07. Asteroid
08. Dark Nebula
09. Accelerating Universe

Vektor – Outer Isolation (2011)
O título é muito 2020-esco, é verdade, mas “Outer Isolation” foi lançado em Novembro de 2019. Premonitório ou não, o facto é que este é daqueles trabalhos onde se vê uma clara evolução da banda para terrenos mais… progressivos. Para além da velocidade, da atmosfera “sci-fi” e das temáticas muito direccionadas para universos alternativos que já se vislumbravam em “Black Future”, a duração dos temas alongou-se e a composição tornou-se mais complexa. Ora, ouçam:

Tracklist | Vektor – Outer Isolation (2011)
01. Cosmic Cortex
02. Echoless Chamber
03. Dying World
04. Tetrastructural Minds
05. Venus Project
06. Dark Creations, Dead Creators
07. Fast Paced Society
08. Outer Isolation

Vektor – Terminal Redux (2016)
5 anos entre álbuns foi quanto bastou aos Vektor para fazerem aquele que é, discutivelmente, o seu melhor trabalho até à data. Recorrendo à review da Pitchfork sobre “Terminal Redux”, percebemos que existe aqui uma elaborada história (que não nos demos ao trabalho de perceber da primeira vez que ouvimos, porque havia muita música a acontecer). Era uma vez um general militar astronauta que chegou ao poder do regime intergaláctico de Cygnus depois de descobrir um mineral interestelar que pode muito bem ser a chave para a imortalidade. Pois. Mas vá, ouçam e depois digam-nos como acaba:

Tracklist | Vektor – Terminal Redux (2016)
1. Charging The Void
2. Cygnus Terminal
3. LCD (Liquid Crystal Disease)
4. Mountains Above The Sun
5. Ultimate Artificer
6. Pteropticon
7. Psychotropia
8. Pillars Of Sand
9. Collapse
10. Recharging The Void

Os Vektor tocam em Portugal no dia 30 de Maio de 2021, na Sala 2 do LAV – Lisboa Ao Vivo. Os bilhetes para este concerto custam 20€ e já estão disponíveis em bol.pt, festicket.com, seetickets.pt e nos locais habituais.

Consulta a Agenda de Concertos da Amazing Events para 2021 aqui!


AMAZING | Últimas Notícias

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *